E ontem foi noticiado que o céu acabava de ganhar uma nova estrela. E das grandes! Brincadeiras à parte: ontem a noite o mundo foi tristemente presenteado com a notícia de que o ator Cory Monteith não estava mais entre nós. Foi difícil, para não dizer impossível, acreditar. Durante um bom tempo esperava um twitte dele. Mas nunca veio. No lugar veio twittes de revistas, jornais e até da própria polícia canadense confirmando a morte do Cory.


Mesmo frequentando as festas mais finas de Hollywood, ele nunca deixou de ser alguém comum como eu e você. Quantas vezes não o vimos carregando sacolas na saída do supermercado? E se preocupando com o próximo? Sendo a pessoa mais amável do mundo com os fãs? Ele parecia ser o tipo de pessoa que qualquer um de nós poderíamos encontrar na rua. Alguém como eu e você.


Ele teve problemas com drogas dos 13 aos 19 (quando houve sua primeira reabilitação) e nunca escondeu isso. E nem que ele estaria voltando para a reabilitação em Abril desse ano. De uma forma simples e com um sorriso brincalhão ele ensinou a todos nós que é possível dar a volta por cima. É possível se reerguer. Errar não quer dizer fraqueza. Nem que perder é sinônimo de desistir.


Ele era o meu herói. Fui pega de surpresa com a morte dele. O Cory sempre pareceu tão forte...É incrível pensar como a morte pode ser mais forte que nossos heróis. Ele me ajudou em tantos momentos difíceis, sempre sonhei em dizer isso para ele. Ele me ajudou tanto sem nem saber meu nome. E o pior que só agora meu orgulho me deixou perceber isso. Por que pessoas como o Cory não são eternas? Por que o Cory não é eterno?

Cory, sempre te amarei.
S.S Sarfati






Deixe um comentário