Uma vez por semestre faço um post como esse: "estou doente" ou "estou toda chata e agonizando o fato de estar com infecção de garganta". É o que dá para chamar de "post de rotina". 
O mais curioso de estar doente é que todos tornam-se os reis e rainhas das metáforas para descrever como se sentem: "minha cabeça dói como se fritassem um ovo nela" "estou tão mole que parece que pisaram em mim com salto agulha" "minha garganta me incomoda tanto que eu poderia estar comendo abelhas". Estar doente é despertar o poeta interior me meio a rios de lencinhos e coretos de tosse (viu? Metáfora.)
A pior parte é que apesar de desmarcarmos nossos compromissos e ficarmos em casa, apesar de ter tempo nós não temos disposição para fazer. É muito muito chato. Tirando que dormir de boca aberta não é exatamente uma experiência muito agradável. E meus mil e um lencinhos usados concordam com isso.
Não posso deixar de comentar que é no mínimo muito curioso ficar doente menos de doze horas depois de assistir "Curtindo A Vida Adoidado", eu juro que estou mais para Cameron do que para Farris, mas sem a parte da Ferrari. 
Para minha tristeza.

Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário