Se você me conhece pessoalmente sabe que eu compartilhei que nem uma louca o evento "Livros Em Pauta" no meu Facebook dizendo que lá seria meu primeiro lançamento e que eu estava muito animada pois apesar de ser a terceira publicação, seria o primeiro lançamento e hoje veio contar como foi a experiencia:
Para começo de conversa, eu saí atrasada de Taubaté e isso me deixou irritada. Aí, além de ter que ter comido meu lanche do Subway em velocidade relâmpago, eu me troquei dentro do banheiro de um posto de gasolina. Sério. Em um posto. Aí, apesar de tudo, estava tudo bem. Até eu descer na estação Vila Mariana. 
Haviam me dito que a FAPCOM (lugar onde se realizaria o evento) era na frente da estação e eu acreditei. Eu não apenas acreditei como fui com um salto super alto. Quando eu saí da estação e me deparei com algo muito diferente de uma universidade, eu fui perguntar para os locais e eles me mandaram para todos os lugares, menos para a bendita FAPCOM. Depois de já estar suada e me sentindo totalmente ferrada, eu decidi pegar o celular e olhar no mapa (quem é de São Paulo sabe o desespero que você tem que estar para sair mexendo eu um iphone no meio da rua). No fim eu andei 1 km EM CIMA DE UM SALTO SUPER ALTO.
Claro que quando eu cheguei lá meu pé já estava doendo e eu tirei o sapato e andei o evento todo descalça. Quem disse para mim que ia não foi, então só fiquei esperando a Gi que disse que ia mesmo (e foi) e enquanto ela não chegava eu fui pegar os livros da minha cota de livros, só que quando eu cheguei lá estava escrito que eu ainda precisava pagar 20 livros sendo que eu já tinha feito o depósito em Outubro. Dentre mortos e feridos, eu levei os livros embora e fiquei de enviar o comprovante do depósito (acabei de fazer isso). Só que eu havia esquecido de um pequeno detalhe: eu teria que levar os 30 livros sozinhas. E eu estava descalça e com o pé machucado. 
A minha sorte é que o pai da Gi pode me deixar na Estação Barra Funda, o que facilitou muito a minha vida já que eu havia marcado de encontrar minha mãe no shopping Tatuapé já que a Barra Funda é um dos pontos finais da linha vermelha e o Tatuapé está na linha vermelha. Imagina precisar fazer troca de trens na estação Sé com 30 livros e descalça? Sim, eu peguei metrô em São Paulo descalça, mas não era meu plano. Meu plano era comprar um par de Havaiannas na Barra Funda, mas o quiosque da Havaianna estava fechado. Quando eu entrei no metrô eu só consegui lugar para sentar em um lugar preferencial, mas já estava me preparando para dizer que estava grávida (sério, estava sem condições), mas entrou um grupo de cegos e tinha um velhinho cego e eu dei meu lugar para ele. Quando eu cheguei no Tatuapé eu queria chorar de felicidade (até porque minha sacola estava rasgando). Mais ainda quando eu encontrei um lugar para sentar.
No final das contas, apesar dos perrengues, acabou sendo muito legal. Meu pai apareceu por lá (fazia muito tempo que eu não encontrava com ele), minha mãe foi me encontrar também e até ficamos conversando os três juntos por umas duas horas (quem tem pais separados sabe o quanto isso é difícil de acontecer) e fazia uns dois anos que eu não passava um tempo agradável com os dois juntos. Depois que ele foi embora, minha mãe eu tomamos um frappuccino na Statbucks e eu até ganhei um copo de vidro de lá <3

Comemoração com a mamis linda <3

Foi bom demais. 
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário