Princesas Disney
VeloxTickets

Ontem, dia 16, estreou um dos filmes mais aguardados do ano A Bela e a Fera. O filme não é nada menos que o live action (trabalhos com pessoas reais, ao contrário das animações) do clássico infantil do início da década de 1990 da Disney que não apenas foi a primeira animação a concorrer ao Oscar de melhor filme em 1992 (perdeu para Silencio dos Inocentes), mas como foi a primeira animação a usar técnicas 3D – naquela cena do baile que todo mundo já assistiu pelo menos uma vez quando era criança. Além disso, o filme tem uma das trilhas sonoras mais marcantes do cinema – isso na minha humilde opinião. Não sei julgar o caráter técnico da música, se ela é boa ou não, mas com certeza é uma das mais lembradas especialmente pelo público entre 20 e 25 anos.
Eu ainda não assisti ao filme, mas todas as informações que vi nas timelines das minhas redes sociais são que é uma ótima produção e que a fotografia é muito bonita. Vi algumas críticas apontando algumas falhas no roteiro e no personagem da Fera, mas não posso opinar sobre coisa alguma uma vez que não assisti. Eu particularmente estou animada pelas cenas de musicas, pelos previews disponíveis na internet parece bem ao melhor estilo Broadway. Além disso, o ator que faz a Fera, Dan Stevens, é simplesmente o ator que faz o meu maior personagem-crush de todos os tempos: o Matthew Crawley de Donwton Abbey então quero muito vê-lo novamente como protagonista – além de ser um príncipe encantado de verdade dessa vez (o Matthew já era quase um).
Com o lançamento desse filme que já é um sucesso desde que anunciaram a produção do filme, uma questão muito importante foi levantada na internet sobre o padrão de Princesa Disney. Com o lançamento de Frozen, em 2014, muito se falou sobre a Elza ser a princesa, protagonista da história, e não ter um príncipe e então sugiram muitas comparações com princesas como Mulan, Tiana e a Bela de A Bela e a Fera, mas algo que me deixa profundamente incomodada nessas discussões são que as pessoas simplesmente ignoram o tempo em que estas personagens foram criadas e quando as outras princesas "belas, recatadas e do lar", assim dizendo, foram criadas. 
A Mulan, Bela, Elza e a Tiana foram todas criadas a partir da década de 1990 quando o comportamento das mulheres não era, nem de perto, igual ao das mulheres no final da década de 1930 quando a Branca de Neve foi lançada (a primeira de todas as princesas). Portanto é alienante você analisar as Princesas Disney sem analisar o contexto da criação delas. Nada, nem os seres humanos, existem sem o tempo e espaço então porque as princesas existiriam?

Beijos
S.S Sarfati

PS: Para facilitar a vida e não pegar fila no final de semana de estréia, porque não comprar antecipadamente online? Eu sempre faço isso. A Velox Tickets está aí para isso. Clique aqui para garantir os seu ingresso <3 #BeOurGuest

Deixe um comentário