Se vocês acompanham a página do blog no Facebook, já foram capazes de perceberem que eu tenho uma nova paixão televisiva: Arrow. 
Assisti ao primeiro episódio ano passado, mas lembro-me que não me cativou muito e eu tinha 'Dallas' e 'Chicago Fire' para colocar em dia então nem em sonho que eu iria começar a assistir outra série. Algumas pessoas me disseram que Arrow era bom e tudo mais, mas eu sempre colocava na categoria 'um dia quem sabe'. Mas tudo mudou quando saiu a notícia que o Grant Gustin (Sebastian, do 'Glee') iria ser o Flash em 'Arrow'. Como sou fã do Grant, decidi que assistiria os episódios dele em 'Arrow', mas como me conheço bem, sabia que não iria conseguir assistir alguns episódios e ignorar tudo o que veio antes. É um defeito, sempre quero saber todos os detalhes da história. Por isso me antecipei e aproveitei um tempinho livre que tive semana passada e comecei a assistir. 


E essa foi a melhor decisão que tomei em anos: não entendi como a série pode não ter me cativado ano passado. Para vocês terem noção, assisti os 23 episódios da 1° temporada em uma semana. O que mais me chama atenção em séries ou filme são os personagens. Adoraria dizer que é o roteiro, a fotografia ou qualquer coisa que me fizesse mais cult, mas não. Mas não é algo tão superficial a ponto de falar só "gosto" ou "não gosto", reparo em tudo: desde a maneira em que são apresentados até como são construídas suas personalidades ao longo da série. Só depois de tudo isso bem observado que observo outras coisas, como roteiro. 


Gostei muito de todos os personagens de forma geral, óbvio que alguns são mais favoritos do que os outros, mas são todos bem reais e consistentes. A forma que Oliver lida com a "vida dupla" que ele leva, as dúvidas e angústias são bem tocantes e quando você vê, já está na dúvida se ele é um herói ou mero justiceiro. Ele não pode ser considerado um anti-herói, mas tampouco um herói.


Para quem não sabe, a série é baseada nos HQ's da DC Comics 'Arqueiro Verde' e a série conta a história de Oliver Queen, um playboy que naufraga em uma ilha perto da China e por lá fica cinco anos. Quando volta para Starling City, está disposto a fazer tudo para concertar a cidade.


Não posso deixar de mencionar a atuação detalhista ao extremo do Stephen Amell (Oliver Queen) e da 'simplesmente não tem como não amar' Emily Bett Rickards (Felicity Smoak) que conseguiu ser promovida a regular para a segunda temporada (que estréia hoje, dia 9/10). Yay!

Stephen e Emily 
A série ainda está no começo, mas promete. Ainda mais sendo baseado nos quadrinhos. E não se preocupe se você é como eu e acha muito chato ler quadrinhos, você vai amar a série que é repleta de ação e alguns dramas psicológicos. 
Agora lanço-lhes um desafio: sem querer acabei entregando meu personagem favorito (oops!), mas mesmo assim não fiz nem menção o meu shipp (casal). Alguém tem um palpite? Me conta (:
E lembrem-se: não falhem com Starling City, assistam 'Arrow'

Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário