Esses dias me peguei com a página do meu email aberta e totalmente em branco, o único campo preenchido era o destinatário. Era um email para uma atividade entre os membros de um grupo sobre livros que eu participo no Facebook. Essa atividade era baseada no livro "As Vantagens De Ser Invisível" (quem já leu?) e consistia em deixarmos nossos emails e alguém deveria mandar email para nós contando sobre sua vida, sua personalidade, como uma espécie de diário. E tudo isso de forma anônima, é claro. 
Recebi cerca de quatro emails, embora só tenha enviado um. E quando me deparei com a minha janela aberta, eu reparei que eu tinha um mundo todo novo pela frente: o dono do email era alguém que eu desconhecia, portanto eu poderia ser qualquer coisa que eu quisesse. Eu poderia ser um pouco mais confiante e um pouco menos teimosa; eu poderia ter alguns kilos a menos e centímetros a mais; algumas tatuagens, um cabelo ruivo e uma universitária que se dedicava a filosofia de bar. Essa poderia ser eu, se assim tivesse descrito-me.
É engraçado como em alguns momentos da vida nos encontramos com oportunidades de nos reinventar. Não são muitas, basta serem bem aproveitadas. Porém, posso afirmar como alguém que decidiu mudar um pouco sua vida a uns anos atrás: é muito mais confortável ter a segurança de se descrever exatamente como você é. 
Em 2010, ainda no falecido Orkut, eu era frequentadora de fóruns nas comunidades sobre a série Glee e uma vez que eu criei um perfil que embora tivesse a mesma foto, tinha uma outra personalidade, idade (eu mentia a idade para três anos a mais: na época eu tinha 13, então dizia ter 16) e outro nome: nascia ai a Saminha. Não nego ou ignoro a importância dela para minha história e para meu círculo de amizades atual, tanto por que se naquela época eu não tivesse feito isso, hoje eu seria totalmente diferente. Na época, lembro de me pegar pensando se aquela não era uma outra personalidade diferente de mim. Hoje percebo que não era uma personalidade diferente e sim só uma antecipação do futuro. 

Não tenham medo de se anteciparem um pouco.
Beijos
S.S Sarfati

PS: Eu tenho adorado participar de toda essa atividade, então por que não me envia um email com a sua história também? Vou adorar lê-la: sophiesamiesarfati@hotmail.com

Deixe um comentário