Somos como copos. Nós enchemos e precisamos transbordar em determinado momento. Seja para apenas nos sentirmos mais leves, diferentes ou para dar lugar ao novo. Não importa, precisamos transbordar e mudar um pouco. 
As vezes é difícil deixar ir. É difícil se desapegar de hábitos antigos, de conceitos e ideias enraizados. Você apega não por que é melhor para você, mas por que é fácil ficar naquele sofrimento antigo. Você se acostuma com o sofrimento até certo momento em que ele se torna parte de você. Você se torna o seu sofrimento. Caso um dia você venha viver sem esse sofrimento, você não vai saber viver por que você já não sabe viver se não for sofrendo. 
Acontece também de você não saber como transbordar. É tanta coisa na cabeça, são tantas maneiras e opções que você já não sabe como fazer isso direito. É complicado viver sem opções, mas ainda mais difícil quando se tem muitas, você precisa pensar muito e ainda correr o risco de escolher a opção errada e ser obrigada a aguentar as consequências. 
Mas se tem uma lição que se dá para tirar de tudo isso é que para fazer certo, você não pode ter medo de errar. Você só sabe que aquilo é um acerto porque você sabe o que é um erro, você só sabe que acertou dessa vez porque já errou muitas outras vezes. Na hora de transbordar você não pode ter medo, apenas faça. Let it go. Você vai transbordar de muito mais maneiras erradas do que de maneiras certas na sua vida por que nisso que consiste a vida: errar muito mais vezes do que acertar só para que quando o acerto vier, ele tenha um gostinho de satisfação muito melhor.

Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário