Vamos falar sobre começos então? Bem, há vários começos que eu posso falar a respeito. Quando se chega a quase trinta anos você já passou por começos e recomeços suficientes para que sua vida vire um filme se alguém colocá-los de maneira organizada, mas como eu jamais vou organizar minha vida simplesmente por que organização não combina comigo, minha vida sempre será esse relato bagunçado que vocês acompanham. 
Dá para acreditar que já fazem quase seis meses que o Heitor e eu começamos a namorar?! Passou voando e foi tão bom. Ele é tão maravilhoso que eu não entendo como não percebi o grande homem que ele era. Sério, se eu tivesse percebido isso eu teria começado a namorar com ele bem antes. Uns dez anos antes. É engraçado como eu nunca tinha notado o Heitor como alguém namorável antes. Ele era, sabe, o bom e velho Heitor. O que eu estou querendo dizer, mas não estou conseguindo por que não levo jeito nenhum em dizer coisas desse tipo de maneira direta, é que eu nunca tinha reparado como o Heitor era gostoso.
Eu estou morrendo de vergonha de dizer isso abertamente em um lugar onde qualquer um possa ler inclusive meu pai ou algum dos alunos dele, mas essa é a verdade: o Heitor é super gostoso e eu incentivaria fortemente qualquer aluna dele a ter uma paixão platônica por ele. O boy é magia. Eu conheço ele desde que tinha uns 17 anos e eu nunca iria imaginar que ele poderia ser tão sexy se ele quisesse. Desde o sorriso até a maneira que ele coloca as mãos sobre o volante. Meu Deus, eu estou tão apaixonada por ele que eu não consigo ver nenhum defeito novo nele. Digo "defeito novo" por que eu já o conhecia antes então eu já sabia como ele era mal humorado de vez em quando (principalmente de manhã) e como ele tinha uma tendência a fazer monólogos sobre assuntos que ele gostava muito, mas eu sei que a tendência é de quando você entra em um relacionamento sério com alguém é você ver outros defeitos nela, mas eu simplesmente não consigo ver mesmo que eu me esforce. Sim, teve uma época em que eu me esforçava para destruir a ideia de que o Heitor era perfeito, mas hoje tudo o que eu quero é abraçar aquele homem e nunca mais soltá-lo.
Estamos em um começo novo no nosso relacionamento, nós estamos indo morar juntos. Na verdade eu estou me mudando para o apartamento dele. O contrato do meu aluguel ia vencer e ele disse que não havia necessidade de pagarmos dois aluguéis uma vez que poderíamos simplesmente dividir o apartamento e os gastos. Não foi o pedido mais romântico do mundo, mas ainda foi um pedido, certo? Certo. E de qualquer forma estamos bem felizes assim.
Estamos aproveitando que ele está com uma brecha nas aulas agora e estamos ajeitando algumas coisas. Queremos fazer tudo juntos e de preferencia antes que ele volte a ter que corrigir trinta provas de um dia para o outro. Eu estou tão apaixonada por ele que se eu me distrair vou achar sexy a maneira que ele corrige provas. Provas de histórias de alunos que acham que Napoleão participou da Revolução Russa não é nem um pouco sexy.
Neste exato momento estou colocando aqueles festões coloridos na nossa árvore de Natal. Energia elétrica custa caro então vamos encher a árvore de festões e um único pisca-pisca. Pois é. Enquanto eu faço isso, ou pelo menos tento, ele está abraçando a minha cintura e beijando meu pescoço. Eu odeio tanto o quanto eu gosto de quando ele faz isso! E assim tem sido o começo da nova fase do nosso relacionamento. Por enquanto está assim e honestamente eu espero que fique assim durante muito tempo.

Deixe um comentário