Eu não vou estar falando nenhuma novidade ao dizer que a economia do país está em crise. É só ir ao supermercado e ver o preço dos produtos. Ou melhor, é só ver como os preços aumentam de uma semana para outra ou pensar no valor do dólar ou da gasolina. É bem óbvio que estamos em crise e que a grande parte do país está sem dinheiro para nenhum luxo.
Claro que o fato de não ter dinheiro para luxos os quais estávamos acostumados a considerar itens "nada demais" não é para gerar desespero, no máximo um momento de tristeza, mas nada diferente disso. Você só precisa entender que nada disso é culpa sua e que você vai ter que lutar mais pelo que você quer - além de revisar suas prioridades. Aquele velho papo de pensar se você realmente precisa daquilo que você está prestes (ou não) a comprar, se é uma necessidade ou um capricho e por aí vai.
Além disso, há uma alternativa para quem precisa ou quer comprar algo, mas não está disposto a gastar um valor muito alto: o comércio de segunda mão ou brechós, como são mais conhecidos, não têm mais aquela aparência suja, empoeirada e velha. Eles são tão bonitos ou até mais do que as lojas comuns, mas com um único diferencial: o preço. 
Além dos brechós, o e-comerce também já tem seus representantes no comércio de segunda mão. Sites como Mercado Livre e Enjoei são dois deles muito populares onde todos podem se cadastrar e colocar seus itens para serem vendidos e se tiver alguma dúvida é só falar com os próprios vendedores que eles esclarecem. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou boleto e o vendedor só recebe após o comprador confirmar que recebeu.
Eu tenho uma lojinha no Enjoei (até já falei aqui) desde Fevereiro de 2015 e essa foi uma das melhores decisões que tomei. Além de ter vendido muita coisa que estava completamente paradas aqui em casa (vendi 17 itens ano passado, o suficiente para que eu conseguisse comprar minha tão sonhada câmera instantânea <3), comprei muitas coisas por um preço que eu jamais conseguiria na loja comum (eu encontrei uma sandália PODEROSA da Schutz por R$78). Aí você pode virar e falar "É usado" e por isso já aviso: muita gente (inclusive eu) vende presentes que não gostou ou produtos que se arrependeu de ter comprado portanto estão novos. Tem de tudo: desde itens de cozinha a sapatos. Vale a visita! Tanto o Enjoei quanto o Mercado Livre têm aplicativos para Android e IOS.
Agora, para ser bem sincera, não tem sentido em você ter frescura com roupa usada. Você não é melhor que ninguém e quem está vendendo é alguém exatamente como você que querem lucrar um pouco com coisas que para elas são inúteis. Eu não sei vocês, mas eu sou a neta caçula, ou seja, durante muito tempo eu usei roupas que pertenceram a minha prima mais velha e nunca vi nada de mal nisso. Você não é pior por usar uma roupa que não veio direto da loja para o seu corpinho, mas se você acha que você vai ser uma pessoa pior apenas por usar roupa usada, bem isso é com você.

Confiram minha lojinha no Enjoei e me mandem o link da de vocês, se tiverem (: 

Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário