cantina belas artes


Não sei se vocês se lembram, mas no post sobre minhas expectativas para Fevereiro eu disse que havia sido aprovada na Belas Artes no processo de transferencia. Contudo, tudo que é bom dura pouco e cerca de uma semana depois, bem pertinho do meu aniversário, eu descobri que não era bem assim. 
Primeiro que fui super bem tratada lá, depois me passaram as matérias que eu iria eliminar e eu descobri que começaria no 2º semestre e me informaram que eu deveria ir pagar o boleto na secretária. Antes que eu me dirigisse para a secretária, decidi perguntar qual seria minha grade e então que eles foram descobrir que não tinha turma de 2º semestre para Jornalismo. Perguntei se poderia começar do 1º, mas também não tinha turma então eles me avisaram que se eu quisesse cursar Jornalismo lá eu deveria fazer o 3º semestre de manhã e as matérias restantes do 2º que eram do núcleo comum de Comunicação Social a noite, ou seja, eu deveria fazer dois semestres juntos (seriam algo em torno de 14 matérias) e pagando uma mensalidade de mais de quatro mil reais. 
Tentei argumentar de todas as formas possíveis dizendo que não seria possível fazer dois semestres de uma vez, além do risco de eu pegar diversas dependências ao longo do curso, mas a responsável foi bem categórica quando me disse, por telefone, que ou eu aceitava isso ou eu não estudaria lá. Não preciso dizer qual foi a minha escolha, não é?
Não tenho palavras para dizer o quanto fiquei arrasada e achando que havia perdido o semestre, mas algo que fiz assim que me disseram não haver turma acabou me salvando: eu entrei no site da PUC-SP e olhei o processo de transferencia deles. Havia sido encerrado poucos dias antes, então mandei um email contando o que tinha acontecido e se tinha alguma maneira de eu ingressar lá no 1º semestre de 2017. Muitos dias depois eles me responderam dizendo que o processo de transferencia havia sido prorrogado e que eu deveria tentar. Eu tentei e fui aceita. Agora estou oficialmente matriculada na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e estou muito feliz com isso! Não apenas por eu estar estudando em São Paulo, mas porque a PUC sempre foi uma das minhas opções. Meus pais estudaram lá então cresci escutando historias da época da PUC (lá na década de 1980), além de sempre admirar a história da universidade em si. Toda a história de resistência durante a Ditadura Militar sempre me encantou. 

Há certas decepções que vem para o bem!
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário