Tapete viagem pernambucanas

Escrevo este post exatamente um mês depois que cheguei em São Paulo (embora ele vá ao ar alguns dias depois). Era terça de Carnaval, pra variar. Digo isso porque grandes coisas acontecem na minha vida no Carnaval, tipo meu nascimento. Eu nasci prematura de oito meses em uma segunda de Carnaval e desde então, apesar de não curtir muito a festa carnavalesca, considero o Carnaval um grande amuleto da sorte.
Contudo, neste último Carnaval foi um bocado diferente: eu cheguei em São Paulo por volta das 15h e depois de deixar a minha mala no apartamento eu fui encontrar um amigo em um bloquinho na Praça da República. Para quem não sabe, a República é Centro de São Paulo, uma região que ocorrem muitos assaltos de trombadinha e eu estava morrendo de medo. Gostaria de ter tirado algumas fotos do coreto da praça, mas eu estava com medo de ficar dando bobeira com o meu celular.  Depois descobri que meu amigo estava na Augusta com uns amigos e eu fui lá encontrar com ele e foi muito legal a experiência apesar da muvuca não fazer muito meu estilo.
Nos dias que se seguiram foi descobrir onde eu poderia fazer supermercado, o caminho para o metrô (fica a uns 15 minutos do meu prédio) e esse tipo de coisa.
Desde que eu tinha uns 14 ou 15 anos eu sonho em morar em São Paulo, fazer faculdade aqui, sair da casa dos meus pais e agora tudo isso deixou de ser um sonho e se tornou a minha realidade. Eu não realizei muitos sonhos na minha vida. Na verdade, além de publicar um livro antes dos 18 anos, este foi o único sonho que realizei. Sei que sou jovem e que tenho bastante tempo para realizar meus sonhos, mas realizar alguns ainda que menores dos os outros me dá forças para continuar perseguindo meus outros sonhos. A frase é clichê, mas não é por isso que é menos verdadeira: tenho em mim todos os sonhos do mundo.

E você, qual dos seus sonhos você sente que está mais próxima de realizar?
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário