Dicas para mídias sociais
Tumblr

No primeiro post sobre da série de post sobre mídias sociais, Introdução, eu expliquei a diferença entre Mídias Sociais e Redes Sociais, apropriação criativa e hashtags. Hoje vou falar sobre Algoritmos e Curadoria
Primeiro de tudo vou explicar o que é o algoritmo: sequencia finita de regras, raciocínios e operações que quando aplicado em um número finito de dados permite que problemas sejam solucionados , ou seja, ele funciona como o principal curador na internet. A grosso modo é como se o algoritmo fosse uma grande receita de bolo.
O que é mais interessante, e muito Black Mirror diga-se de passagem, é que hoje em dia já existem os General Purpose Learning Machines que são nada mais do que algoritmos de inteligência artificial que aprendem com as atividades dos usuários. E quais redes usam desse tipo de algoritmo? Bem, desde o Facebook até a Netflix. Ou seja, quase todas. É bizarro pensar como os filmes de Ficção Científica previram isso. Esses algoritmos são tão inteligentes que eles conseguem até mesmo interpretar o contexto o qual alguma palavra foi empregada, conexões com cultura e gramática também.
Usando o Facebook como exemplo, ele seleciona 1500 posts para serem mostrados na sua timeline e o algoritmo dele seleciona 300 dos 1500 posts que você poderia ver. Ele escolhe o que você vê ou deixa de ver em cima do que você curte, compartilha, comenta e até mesmo quanto tempo você passa em cima de cada postagem! E tem um detalhe bem interessante, meio óbvio, mas vale ressaltar: quanto mais interação (comentários, curtidas, compartilhamentos) seu post tiver, mais pessoas terão ele nas suas timelines. Por isso em tantos grupos é possível ver gente pedindo "up" nos posts (literalmente).  
O que é muito interessante abordar também é como esse algoritmo está colocando nós dentro de bolhas. Nós só vemos o que nos interessa, parecendo até mesmo que todo mundo a nossa volta gosta das mesmas coisas que nós quando isso não é bem verdade. Estamos ficando cada vez mais alienados em um mundo que ao mesmo tempo estamos mais conectados do que nunca. Estamos vivendo em uma grande distopia da Era Tecnológica.
Lembram lá em cima quando eu disse que o algoritmo era o principal curador na internet, bem, nós somos os primeiros. Nós precisamos conhecer nosso público e adequar nossos posts para qual tipo de post agrada-os mais. Não adianta usar o Twitter - por exemplo, uma mídia social que é acessada pelo público mais jovem, para falar sobre lazer para a terceira idade. É tentador, eu mesma me pego fazendo isso, mas não podemos transformar nossas páginas nas mídias  sociais em um grande depósito de links. É preciso ter conteúdo produzido apenas para as mídias sociais e ainda especificado qual mídia social. 
No último post sobre assunto eu falei em determinado momento que mídias sociais são mídias de nicho e volto a repetir isso hoje: precisa-se trabalhar focando nos nichos que você quer atingir. Precisa ser abertivo, ter uma linguagem própria para a internet e pensar com quem exatamente estamos falando. Precisa também prestar atenção nos horários em que é capaz de captar mais audiência - por exemplo, eu sei que o melhor horário para divulgar posts do blog no Facebook é por volta das 21h e que no Instagram os melhores horários são entre 17h30 - 19h e 21h-22h. Não dá para desperdiçar essas "facilidades naturais" que as mídias sociais nos oferecem.

Gostaram do post, o que acharam? Deixem um comentário abaixo para eu saber se vocês estão aprendendo direitinho. Se quiserem saber algo em específico, algum tópico que vocês tenham interesse em saber mais, ou tiverem alguma dúvida, é só me perguntar.
Beijos
S.S Sarfati 

Deixe um comentário