Sampando and Co

Desde a época em que eu ainda passava as minhas férias em São Paulo (isso foi há, no mínimo, 10 ou oito anos atrás) eu era louca para ir na Feirinha da Liberdade que acontece aos sábados e domingos das 9h às 18h nos sábados e às 19h aos domingos no tradicional bairro japonês na Cidade da Garoa.
Iniciada em 1975 ela tinha como objetivo expor e vender itens da cultura japonesa para a população de São Paulo e está lá desde então. Muita coisa mudou da década de 1970 até hoje, mas é legal ver a população japonesa do bairro ir lá fazer essa manifestação cultural (sempre admirei como os japoneses e seus descendentes são ligados a sua cultura mãe, acho que todos os descendentes de imigrantes tinham que ter um pouco disso consigo), mas nem tudo são flores: infelizmente muito do que vemos lá é o mesmo que veríamos se fossemos à 25 de Março e ao Brás. Há muitos produtos japoneses de verdade,  mas a grande maioria é made in china mesmo.
Uma coisa legal de lá é que dá para ter contato de verdade com a culinária japonesa e não só os sushis e temakis que temos em restaurantes especializados. Eu almocei por lá e até hoje não sei direito o que comi! Se você não é fã de comidas diferentonas fica tranquila: há Subway, Mc Donalds e os tradicionais temakis. Há as comidas da feira e os dos restaurantes, eu preferi comer nos restaurantes por confiar mais na higiene mesmo - sou muito medrosa com isso. Tem também os mercadinhos de lá, mas como fui em um domingo na emenda do feriado do Dia do Trabalho estava MUITO cheio e como moro em São Paulo deixei para ir lá outro dia. Ouvi dizer que por lá tem vários achados em termos de temperos e comidas que em  supermercados são caros. O mesmo vale para as lojinhas de cosméticos - quero ir MUITO lá visita-las. Eu vou e conto para vocês.
Eu já disse acima e reafirmo, lá tem muita pegada de Brás e 25 de Março, mas vale a visita nem que seja para um almoço. Se não gosta de muvuca, vá de semana ou dê preferencia para dias mais nublados. As barracas quase que todas aceitam cartão de crédito e débito, mas tem bancos e caixas 24 horas ali por perto. Para chegar lá é bem tranquilo: é só ir de metrô que você já desce, quase que literalmente, dentro da feira. A Liberdade fica na linha 1-Azul e a passagem custa R$ 3,80 (um roubo!).
Clique aqui para ir para o site da feira.

Você já foi à Liberdade? O que achou? Me conta sua experiência!
Beijos
S.S Sarfati

UM COMENTÁRIO ❤

  1. Amei post! Fui pra SP em 2014 passar uns dias com meu tio - presente de 15 anos, e cara o único lugar que eu fui foi a 25 de Março e o MASP!! Queria que eu tivesse visto mais, mas meu tio morava tipo 40 minutos da capital e trabalhava. Mas o que vi me deixou apaixonadíssima <3

    Beijos,
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir