Eu adoro filmes. Sempre gostei filmes, isso é verdade, mas esse ano tenho me aprofundado um pouco mais na sétima arte e confesso que estou adorando cada vez mais. Como se eu me apaixonasse cada vez mais todos os dias pelo universo dos filmes e grandes produções.
E se tem algo que eu ando percebendo é que de certa forma todo filme tem algo a dizer, tem uma mensagem por trás, com a única coisa que alguns são mais óbvios e outros nem tanto. Mas também tem aqueles filmes que tem uma mensagem por trás, está explicito isso, mas acontece de você não perceber tal mensagem. E não é que você seja burro ou algo assim, é que para perceber a mensagem que um filme passa você precisa, de alguma maneira, se identificar com a situação e nem sempre acontece de nos identificarmos com a situação do filme, por mais próxima da nossa realidade que ela possa ser.
Na verdade, esse negócio de identificação é algo bem curioso por que pode acontecer de você se identificar muito mais com um cara fracassado de 30 anos do que com um adolescente popular, mesmo que você ainda seja um adolescente. 
A grande questão nisso tudo é: todo filme passa uma mensagem, uma lição, um aprendizado ou qualquer outra coisa que acrescente. Por mais babaca que o filme pareça ser, sempre haverá alguma coisinha nele de interessante, afinal, é um filme. 
Assim como na arte, na vida também é assim. Não importa o quanto boba possa parecer determinada situação, se analisada detalhadamente, ela tem uma lição, algo a ser ensinado e particularmente eu acho isso incrível. É tudo uma questão de ponto de vista. Simples. Nada daquele: ou é preto ou branco. Não, pode ser preto e branco.
A dificuldade maior é perceber o quanto grandiosa pode ser uma história pequena. Não importa o quanto chata pode ser sua vida na cidade pequena, cabe a você fazer dela algo grande, algo a ser lembrado. Se você é alguém com uma vida sem grandes agito, faça dela a melhor história sobre uma vida sem agito. Se você não tem namorado e está desesperada atrás de um, faça disso a melhor história sobre alguém que quer desesperadamente um namorado. Você tem o privilégio de ser não apenas o roteirista, mas o diretor da sua vida também. Use e abuse do privilégio que tem. Faça da sua vida algo extraordinário. Você só vai passar por determinada situação pela primeira vez uma única vez. A vida não é eterna.

Carpe diem
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário