03/09/14

Olá Sofia de 2010, tudo bem? Ou melhor dizendo, Sami?
Esse apelido é meio novo para você né? Sei que não contou ele para muita gente, mas mesmo assim se orgulha muito dele. Você está em uma fase de mudanças: não sabe direito quem você é, essas pessoas com quem você anda, a pessoa que você quer ser ou do que realmente gosta. Hoje posso dizer: relaxe que isso vai passar. Sugiro que aproveite esse pouco de treze anos que te resta, vai fazer falta mais para frente. Aproveite que agora você sabe bastante matemática, um dia não saberá tanto. Aproveite as amizades que tem e faça outras, amizades nunca são suficiente e um dia você vai se sentir muito sozinha. 
Você está dando seus primeiros passos na escrita, ignore o que sua professora diz, você ainda terá dois professores muito legais que vão te ajudar muito, espere só entrar no Ensino Médio. Agora com treze você vai estar começando a escrever e com dezessete você estará publicando o seu primeiro livro. Sim, você vai publicar seu livro antes dos dezoito, mesmo que você tenha escrito-o sem querer. Sua grande história não vai ficar pronta logo, não está pronta nem quatro anos depois. Não se desespere ao ouvir isso, vai dar tudo certo. 
Você tem fases com a lua, fases que vão e vem. Talvez você se acostume com elas certa altura da vida, ou não. Ainda não me acostumei com essas minhas fases de "preguiça de escrever" tanto que estou me obrigando a escreve alguma coisinha todos os dias. Acho que estou em uma fase de assistir mais e produzir menos. Você vai voltar a assistir uma série que você assistia quando era pequenina, quando você achava que dormir as dez da noite era tarde. Vai te fazer bem, vai ter fazer olhar sua vida em perspectiva. Entender o que passou vai te ajudar a entender o que esta por vir.
Tenha paciência com você e com o mundo
Aproveite o dia, aproveite os momentos, crie os momentos. 
A vida é muito curta. 
Tudo vai mudar (você vai até gostar de Português - e você vai considerar muito seriamente fazer Letras)
Beijos
Sofia de 2014


PS:É curioso que quando nós crescemos nós meio que esquecemos como é ser mais novo. Hoje, com dezessete anos, eu meio que esqueci como é ter treze anos, então quando eu vejo alguém de treze anos fazendo alguma "trezisse" a minha primeira ação, mesmo que involuntariamente, é pensar como aquilo é infantil. Até que eu lembro que eu já tive treze anos e que eu já faz muito dessas trezisses. 
É quase divertido pensar no que você teria feito diferente naquela época se você soubesse o que sabe agora sendo que se você não tivesse feito como fez naquela época, você não saberia o que sabe agora. É um maldito ciclo! Por isso decidi bolar uma pequena carta para a Sofia de treze anos, a Sofia de 2010, a pequena Sami - aquela que foi o início do que sou hoje. Um pequeno segredinho: da Sofia de 2010 veio a Sami e da Sami veio a S.S Sarfati - que é quem sou hoje <3

Deixe um comentário