E se eu parasse de tentar planejar absolutamente tudo na minha vida com certeza eu evitaria momentos como este. Momentos em que estou soprando uma mecha de cabelo do rosto enquanto penso em como estúpida eu fui por tentar planejar toda minha vida em um piscar de olhos, mesmo já tendo tido várias experiencias que me provaram que isso tudo era bobagem. 
Para que planejar? Por que não posso simplesmente me contentar com o pássaro que tenho na mão? Por que, assim que alguma coisa começa a dar certo na minha vida preciso insistir na ideia de que tudo vai começar a dar certo sendo que eu sei que não é assim que as coisas funcionam comigo? As coisas não funcionam perfeitamente comigo.
Tudo bem que você deve estar me achando uma louca por simplesmente chegar e descarregar mil e um problemas para você, mas é o seguinte: eu sou daquele tipo de menina que quando conhece um cara bacana, nem precisa ser bonito, automaticamente se encanta com ele e duas horas depois já está sonhando com o futuro que terão juntos. É cara, isso é muito coisa de menininha, mas acontece. 
Eu sonho com vários caras diferentes, mas sem nunca me apegar muito à eles ou fazer algum esforço para que tudo saia do plano das ideias. O ruim é quando acontece das coisas se tornarem um pouco mais reais e, por não entender de vida real, eu acabo bagunçando tudo e como se não fosse o suficiente quanto mais eu estou apegada mais eu insisto em bagunçar as coisas.
Estou apegada quando já fui capaz de planejar nosso futuro juntos de três maneiras diferentes sendo que em duas coloquei empecilhos como o tempo e as circunstâncias, mas que mesmo assim pudemos ficar juntos. Estou um pouco mais apegada quando já dou por certo que vamos ficar juntos no final independente do que aconteça, que nós somos end game. Estou extremamente apegada quando fico me perguntando quando nós vamos finalmente começar a andar de mãos dadas. Estou ainda mais apegada quando percebo que nada disso vai realmente acontecer. 
E agora você está lendo tudo isso sem nem desconfiar que é para você, afinal, você não fez nada de errado. Não fez mesmo, você não me iludiu ou tentou me enganar, Você foi apenas você e eu construí a imagem que quis do que eu tinha de você. Eu moldei os seus dizeres para o que era mais agradável.
Era como se eu tivesse você prontinho na minha frente, mas eu nunca aceitei muito o que você era, nunca gostei muito, mas como eu estava apaixonada demais para deixá-lo ir, eu fui fantasiando com o que você poderia ser e com o que você poderia se tornar até o ponto em que isso não foi mais possível. Quando em um momento do cotidiano que você algo simples, mas que como não teve como eu negar ou pintar com outras cores me destruiu. Me fez ver quem você realmente era e me fez perceber o quanto eu estive fantasiando todo esse tempo. Como me perdi em bobagens. Como gastei mal meu tempo, quem dera eu tivesse gasto todo o tempo que passei sonhando aproveitando sua companhia como ela realmente era.
Agora acabou. Você se foi, a festa acabou, a paixão não nos pertence mais. A única coisa que ficou foi aquela decepção amarga dentro de mim por não ter te aproveitado exatamente como você era ao invés de troca-lo pela imagem perfeita que tinha de você. Como eu sinto falta das suas imperfeições, dos seus defeitos e de tudo o que eu me esquecia quando transformava-o em um brinquedo dentro da minha cabeça. Como pude nunca perceber que era isso que eu mais gostava em você? Eu escolhi sofrer, eu escolhi ignorar o que realmente me fazia feliz em troca da perfeição. Quem precisa da perfeição? Você não. Quando entendi que te amava pelas suas imperfeições e que nossa história só era bonita por que não era perfeita, já era tarde demais e você já estava partindo enquanto eu vou ficar sempre aqui pensando no que poderíamos ter sido.

Beijos
S.S Sarfati

UM COMENTÁRIO ❤

  1. Cara seu namorado do futuro tem muita sorte, você é romântica e escreve super bem !

    ResponderExcluir