Eu já tive uma dezena de cabelos diferentes. Ok, estou exagerando em dizer que mudei meu cabelo dez ou mais vezes, mas no fundo o que eu quero dizer é que eu já mudei várias vezes o meu cabelo. E não estou falando apenas do corte, a cor também - e principalmente.
Agora vai a bomba: quando eu conheci o Heitor, quando eu namorava o Aurélio, eu tinha cabelo vermelho. E não estou falando de cabelo ruivo, eu estou falando de um cabelo vermelho fogo, cor de peruca. Eu basicamente tinha uma peruca colada na cabeça. Perguntei para o Heitor se ele se lembrava qual era a cor do meu cabelo quando eu o conheci achando que ele iria errar ou não se lembrar, mas ele não apenas lembrou da cor quando nos conhecemos, mas como das outras cores, na sequencia, e ainda teve a ideia de fazer um mural com fotos nossas no quarto. Diz se o Heitor não é um sonho? O único detalhe é que ele quer uma foto nossa com cada cor de cabelo que eu tive. Eu ainda acho o Heitor um sonho. 
Depois de ter cabelo vermelho, eu mudei ele para castanho, loiro e ruivo - sim, vermelho também só que sem parecer peruca. Ai eu cansei (e meio que cansei de gastar dinheiro com isso) e voltei para minha cor natural há uns dois anos atrás: o bom e velho preto. Eu tenho minhas dúvidas se preto combina realmente comigo, mas acho que passei tanto tempo mudando que fiquei com medo de enxergar o óbvio: que eu era naturalmente bonita. 
Eu nunca me considerei bonita por não ser perfeita quando, na realidade, uma coisa não está ligada a outra. Eu sou bonita e sou imperfeita, mas tinha medo de enxergar isso por que o dia que eu visse isso seria o dia em que eu me libertaria das minhas amarras e passaria a viver melhor, mas eu nunca soube como era viver melhor e tinha medo de aprender.
Eu era tola.
A vida toda eu fiquei tentando mudar coisas pequenas, bobagens, simplesmente por que achava que as coisas deveriam mudar, mas nunca tentei entender a fundo o que essas mudanças significavam - tanto por que elas não significavam nada. É como naquele verso de Drummond "Se eu me chamasse Raimundo, seria uma rima e não uma solução". Às vezes nós só mudamos o que é fácil de mudar, mas quase nunca o que é fácil resolve alguma coisa.

UM COMENTÁRIO ❤

  1. A mudança tem que ser interior, ir transformando quem se é. Não é bem uma mudança, é evoluir. :))))
    Te desejo tudo de bom, e muita vida!!
    Bjuuuu. :*

    http://apartirdos-23.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir