Repousa em meu coração certo alívio, nele não há mais dúvidas. Tampouco há certezas, mas dúvidas não permanecem por lá. Não mais. Talvez eu estivesse perdida, não acho que me encontrei, mas sei por onde não devo ir ou o que não devo fazer. Quero ser feliz. 
Quero gritar aos ventos os motivos fúteis que alegram meus dias e os motivos complexos que me entristecem. Quero poder chorar uma vitória e comemorar uma vitória. Quero apenas ser eu.
Não há como não negar certa tristeza, esperanças mentirosas costumam nos consolar, mas nos livrar de mentiras que consideramos verdade nos dá mais fôlego de seguir em frente. Quero vida longa.
Vou viver intensamente aproveitando as poucas certezas que tenho e tomando cuidado para não transforma-las em dúvidas, mas o contrário está liberado. 
Não quero me arrepender, mas me orgulhar dos erros e mancadas. Quero olhar para trás e dizer que faria de novo só pela emoção. Quero me sentir mais vezes como me sinto agora: completamente e totalmente aliviada por ter me arriscado e quebrado a cara.
Estou de cara quebrada, mas quebraria de novo só para sentir essa adorável dor percorrer meu corpo e me eletrizar. Quero uma música alta e animada para correr. Uma rodada para todos por minha conta, por favor. Quero gritar para todo mundo que quebrei a cara e principalmente que sobrevivi. Este rostinho lindo já está pronto para ser quebrado novamente. 
Espero estar com a cara quebrada não só hoje, mas muitas outras vezes. 
Quero uma vida melhor e mais vívida, com cores mais intensas e um pouco mais de movimento. E não há mal nenhum nisso.
Quero poder ser eu mesma o tempo, sem restrições. Não quero ser obrigada a escutar bobagens ao meu respeito ou foras mal elaborados. Já que é para partir meu coração, parta com gosto, de verdade. Faça isso direito. Não faça isso mal feito tentando colar os pedacinhos que você mesmo quebrou, eu os colarei. Do meu jeito. Ou talvez nem cole. Ai já é problema meu. Não se preocupe comigo, já sou grande e sei me cuidar. Nunca quis alguém que bancasse meu pai. Pai eu já tenho. Ou nem tenho direito, mas como eu disse, é problema meu.
Quero emoções a flor da pele e que sejam eternas enquanto durem. Quero que o poeta esteja certo sobre mim ao mesmo tempo que quero ter o prazer de dizer a ele que estava errado. Quero ser a regra, mas quero ser ainda mais a exceção. Quero uma vida glamurosa, quero uma vida simples. Quero tudo, quero nada. Quero ser livre.  

Beijos
S.S Sarfati

2 COMENTÁRIOS ❤

  1. adorei soph, de verdade! me identifiquei bastante, haha

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto, parabéns! Continue escrevendo, não pare nunca.
    http://feefigueiredo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir