weheartit.com

Querido Papai Noel, é tão estranho vir te pedir alguma coisa depois de tantos anos sem falar contigo. Você sabe que continuei acreditando no senhor, mas sabe como é, a gente cresce e vai deixando algumas coisas para trás e escrever para o senhor foi uma delas. Desculpa. 
É estranho porque quando paro para pensar no que eu poderia pedir ao senhor nada me vem a mente. Nadinha. É estranho, mas é bom ao mesmo tempo. É estranho porque tem um monte de coisas que eu verdadeiramente desejo, que eu adoraria ter, mas ao mesmo tempo estou feliz com as coisas que tenho. 
Eu tenho a impressão que essa coisa de sempre querer algo a mais, especialmente quando o assunto é sobre bens materiais, é muito mais algo social, algo que colocam na nossa cabeça, do que uma necessidade real. Não precisamos de tantas coisas, especialmente se as melhores coisas da vida são de graça.
Acordar no meio da noite porque seu filhote está pedindo para subir na sua cama é de graça; passar a noite conversando com a sua melhor amiga é de graça; ser reconhecido por um trabalho bem feito é de graça; passar um tempo com alguém que você não vê faz tempo é de graça; assistir ao amanhecer é de graça; Eu poderia fazer uma lista imensa com coisas maravilhosas da vida e que são de graça, mas ao invés disso eu vou agradecer. Eu vou agradecer ao fato de eu ter noção disso e não me preocupar em fazer extensas listas de presentes de Natal todos os anos. 
Muito obrigada, Sr.Noel por me mostrar a verdade por trás do Natal.Por me mostrar que os verdadeiros presentes não são comprados. Acho que o melhor presente que posso ganhar este Natal é por mais momentos incríveis como os citados acima. 
Obrigada por tudo Sr. Noel, mas este ano dispenso grandes presentes. Só uma lembrancinha, só para não perder a tradição (sabe como é). 
Com amor 
Sofia

Deixe um comentário