Eu não escondo que moro no interior faz muitos anos, já falei isso várias e várias vezes. Até que aprendi a gostar daqui, lugar bacana, calmo, mas nada como São Paulo.
Bem, eu nasci em São Paulo e me mudei para o interior com seis anos de idade, mas não foi por isso que deixei de frequentar a minha cidade natal. Já tive minha fase de querer voltar para São Paulo a qualquer custo, hoje já não tenho mais interesse. Embora São Paulo me proporcione oportunidades incríveis, não acho que o stress compense, pelo menos essa é minha opinião hoje. 
Agora estou falando sério, nada como São Paulo. Lugar maravilhoso, terra das oportunidades. Selva de pedra, a cidade que nunca dorme. É um lugar fantástico.
Nada como pegar um metrô. Lotado, quente e nem um pouco confortável. Embora possa te intimidar a primeira vista quando você desembarca da rodoviária do Tietê, é só fingir que você sabe o que está fazendo, quem você é e o que você faz ali. Se você olhar atentamente, todos estão na mesma situação que você.
Um dia escutei que você não é paulistano o suficiente até pegar o metrô na Sé às seis da tarde e eu não poderia concordar mais. É infernal, você não consegue sair do trem, porém, apesar de ser uma das piores coisas do mundo, dá certo prazer vencer tudo isso. Dá certo prazer vencer as dificuldades da cidade grande, é como se você provasse algo para você mesmo. Você deu certo na cidade grande, yay! 
Isso pode parecer coisa de caipira, talvez até seja mesmo, é bom viver em uma cidade na qual você consegue se locomover a pé, mas não tiro o mérito de quem diz que não trocaria São Paulo por nada. São Paulo é fantástico, seja pelos prédios altos ou pelas pessoas. São Paulo é aquela cidade que você ama odiar, que por pior que seja suas recordações lá, você vai querer voltar. São Paulo é uma droga que faz mal e você não quer largar mesmo assim. São Paulo tem vida própria, personalidade, sonhos e decepções, assim como eu e você. Também faz aniversário e hoje é o dia em que São Paulo fica mais velha.
Parabéns São Paulo. Continue assim
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário