Capricho

Muita gente pode se surpreender com essa informação, mas o blog foi criado em 1997, ou seja, tem quase 20 anos! Em 1999 os blogs tornaram-se mais acessíveis uma vez que as pessoas não precisavam saber linguagem de computador, html, para que pudessem administrá-los e por isso no início do ano 2000 o número de blogs encontrados já passava de milhões. Era possível falar sobre qualquer assunto da maneira que achar melhor em um espaço totalmente único e particular. 
Contudo, por volta de 2010 houve uma grande explosão de novos blogs e assim nascia a profissão blogueiro. Empresas passaram a usar blogs para fazer divulgação dos seus produtos e assim indiretamente passaram a financiar os blogs e consequentemente seus blogueiros. Claro que com o surgimento de uma nova profissão, teve muitos interessados e alguns passaram a profissionalizar seus blogs enquanto outros criaram com a função de virar blogueiro. 
O que acontece é que hoje, em 2016, cerca de seis anos após a segunda explosão de blogs é que o mercado para blogueiros encontra-se extremamente saturado e com pouco espaço para quem está começando agora. Estas mesmas pessoas que almejam o estrelato virtual muitas vezes são as mesmas pessoas com problema de criatividade que copiam as fórmulas desgastadas de quem já ganha dinheiro com elas. Como se não já não fosse decadente o suficiente por parte de quem não se reinventa, é quase pedante para quem quer uma fórmula pronta para o sucesso. 
Os blogs tomaram um espaço enorme na mídia e gradualmente vem sendo cada vez mais respeitado tanto que blogs femininos voltados especialmente para o público adolescente são cada vez mais lidos enquanto as tiragens das revistas voltadas para o mesmo alvo vem diminuindo assustadoramente, a Capricho chegou a ser a revista adolescente mais vendida do país e hoje não existe versão imprensa dela. Contudo isso deveria ser ótimo, mas acabou que foi uma troca de seis por meia dúzia.
As revistas adolescentes que tinham como missão original serem verdadeiras gurus, como se fosse uma irmã mais velha dando conselhos, mas acabou que se tornaram um manual de estilo de vida e quem não seguisse ficaria de fora, como se adolescentes precisassem de algum motivo para excluírem alguém. A publicidade ganhou um espaço tão grande que quase não tinha mais espaço para o jornalismo. As leitoras passaram a ser bombardeada por anúncios diretos e indiretos de produtos incríveis e quais peças de roupa elas deveriam vestir para serem consideradas estilosas.
Por isso a chegada dos blogs deveria ser algo bom, feito por meninas para meninas com linguagem verdadeira e atual, mas o que aconteceu foi que os blogs tiveram o mesmo fim das revistas. Blogueiras vivem da divulgação dos produtos que ganham e publicidade velada é o de menos que elas fazem. Até mesmo em vídeos de como juntar dinheiro, há o patrocínio de determinado banco. Você não sabe mais qual opinião é sincera e assim não consegue confiar, contudo, nada existe se não houver confiança.

Beijos
S.S Sarfati

UM COMENTÁRIO ❤

  1. Sou apaixonado por revista até hoje.
    Bjs
    Gordinhaestilosa.blogspot.com

    ResponderExcluir