Como vocês já perceberam, eu sou completamente louca, apaixonada por Fotografia. Essa paixão vem de família uma vez que meus pais também sempre gostaram bastante de Fotografia amadora. Meu pai estudou um pouquinho mais, mas minha mãe é praticamente 100% intuição na hora de fotografar e ela arrasa. Eu sempre fui bastante intuitiva (só sabia a regra dos terços de forma bastante simples porque meu pai havia me explicado uma vez), mas agora que estou na faculdade de Jornalismo e há quase dois semestres venho tido aulas semanais de Fotografia acho que minhas fotos melhoraram bastante - mesmo que eu use o que eu aprendo de Fotojornalismo em fotografia para o Instagram e eu acho isso incrível! 
Por que estou contando tudo isso? Porque eu acho que tudo é Fotografia. Tudo pode, e deve, ser eternizado em forma de Fotografia e as redes sociais são maneiras incríveis de fazer isso. Claro que nada jamais vai superar o sentimento de folhear um álbum de fotos, mas as redes sociais são grandes oportunidades para os amantes da Fotografia. Você tira, edita e posta sua fotografia sem custo algum e  ela está disponível para toda a internet e muita gente tem se dado bem, até mesmo financeiramente, por isso. 
Digital Influencers é o termo utilizado para designar as pessoas que usam da sua imagem nas redes sociais para influenciar pessoas. É como se fosse uma nova versão dos bloggers e youtubers, só que ao contrário deles, os influenciadores digitais não produzem conteúdo além das fotos para Instagram. Claro que é um desafio fazer tantas fotos bonitas para colocar online e postar duas ou até mesmo três vezes por dia, mas se os bloggers e youtubers já não eram levados a sério com seus textos curtos e vídeos de humor/maquiagem/game , imagina os digital influencers?
Eu preciso dizer que tenho minhas ressalvas com blogueiros, youtubers e influenciadores digitais, mas sei que tem profissionais e profissionais nessa área assim como em todas as outras. A geração que hoje é famosa online é a geração dos bloggers, a próxima será a dos influentes digitais que focam sua vida em produzir conteúdo para redes sociais. Meio vazio, não? 
"Mas Sophie, você acha que é fácil produzir aquele monte de foto linda no Instagram, combinar o feed e tudo mais?" Na verdade não imagino quanto difícil é viver precisando pensar em foto para postar e acho que não conseguiria fazer o mesmo nem que tentasse. Adoro o meu Instagram, mas ele acompanha os momentos da minha vida e não o contrário. Além do mais, a futilidade que isso gera é enorme. Não há problema focar uma parte em o que você posta nas suas redes sociais, mas focar toda sua vida no que você posta nas redes sociais é um problema quase de identidade: quem é você fora das suas redes sociais? Você existe fora das suas redes sociais? Se todas as redes sociais do mundo sumissem hoje, você ainda se reconheceria? 

Beijos
S. S Sarfati 

Não se esqueçam de se inscrever para a Newsletter do blog clicando aqui, emails toda semana!

Deixe um comentário