Um dia desses eu estava lendo um daqueles textos motivacionais que aparecem na timeline do Facebook de maneira aleatória e no final do texto apareceu algo que me chamou muito atenção: pedia para lembrar o nome de três Prêmios Nobel e depois pedia para lembrarmos os nomes de três professores que mudaram nossa vida. Eu não consegui nem chutar um único nome de um vencedor de um Prêmio Nobel enquanto tive dificuldades para escolher apenas três professores que mudaram a minha vida.
Ainda com isso na cabeça, no início da semana, acabei encontrando um dos meus mais queridos professores do Ensino Médio na saída do shopping. Foi uma agradável coincidência: havia falado dele para minha mãe poucas horas antes e um dia antes havia apresentado um trabalho sobre uma matéria a qual aprendi pela primeira vez na aula dele dois anos antes. 
Conversei com ele rapidamente, nada demais.
Dois dias depois encontrei, perto de casa, uma das professoras que me deu uma das piores matérias da vida, daquelas que me fazia perder o sono, chorar e me decidir por uma profissão  que nem de perto envolvesse algum tipo de ciências.
E foi fantástico a maneira que ela me tratou, como se fossemos velhas amigas!
Eu sempre me orgulhei de ter um bom relacionamento com os professores, até hoje na faculdade me esforço ao máximo para ter um ótimo relacionamento com todos eles. As coisas mais valiosas que eu aprendi com os diversos professores que tive não foram a matéria que eles ensinavam, foram aquelas pequenas lições que eles tentam nos ensinar, mesmo sabendo que muitas vezes serão ignorados.
Parabéns professores, por escolherem a profissão mais bonita de todas <3

Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário